Página Principal Mapa do Site  |  Contactos  |  Termos e Condições  |  Política de Privacidade

Seções
Catálogo de Títulos
Séries TV
Espectáculos Musicais
Títulos só em Aluguer
Recursos On-line
Distribuidores
 
Últimas Novidades
20th Century Fox / PRIS
Estevez Seven
Filmes Unimundos
FILMS4YOU Cinema
Leopardo Filmes
Midas Filmes
PRIS Audiovisuais
Paramount Pictures / ZON
Sony Pictures / PRIS
Universal Pictures / ZON
Walt Disney / ZON
Warner Bros. / ZON
ZON Audiovisuais
Outras
 
Catálogos Antigos
Atalanta Filmes
Castello Lopes Multimédia
Cine Digital
Costa do Castelo
Divisa Home Video
LNK Audiovisuais
MPAudiovisuais
Prisvideo
Sony Pictures
Universal Pictures
Valentim de Carvalho
 
Pesquisar
 
Facebook
 
    
BRANCA DE NEVE

"Branca de Neve" (2000 - 75m)

SINOPSE
O soluo a melodia da tagarelice walseriana. Revela-nos de onde vm os seus preferidos. Da loucura, e de mais nenhuma parte. So personagens que atravessaram a loucura e por isso que permanecem de uma superficialidade to dilacerante, to totalmente inumana, imperturbvel. Se quisermos designar numa palavra o que tm simultaneamente de engraado e terrvel, podemos dizer: esto todos curados. Claro que no saberemos nunca qual foi o processo dessa cura, a menos que ousemos debruar-nos sobre a sua Branca de Neve.

Walter Benjamin

Robert Walser retoma o conto onde Grimm o deixou. As personagens, na mo do poeta, permitem-se tudo, mesmo fazer uma careta lenda.

Que imprudente ideia, a do prncipe, ter interrompido Branca de Neve no melhor dos sonos e, com um beijo que ela negar sempre, retir-la do caixo de vidro para a restituir vida, isto , carne, e arrogar-se direitos sobre ela.

Neste "dramolote", Walser est ainda mergulhado nos conflitos da infncia. Nota-se aqui quando o pai inexistente. sempre com a me, ou a madrasta, que a herona se deve confrontar.

Se Branca de Neve deseja morrer ou regressar ao pas dos seus anes, porque no est convencida da boa-f da rainha. A sua madrasta no quis envenen-la? Quando Branca de Neve, salva pelo prncipe, voltou vida, a rainha, graas aos seus beijos, no incitou, acto contnuo, o caador a apunhal-la?

E eis o prncipe e a jovem, to pura quanto o seu nome indica, - o qual evoca para ns a morte de Walser na neve - aterrorizados por uma cena bestial entre a rainha e o caador. O homem est deitado sobre a mulher e as suas atitudes parecem aos dois inocentes uma brutalidade espantosa. O amor ser isto? Uma luta encarniada?

Beijos envenenados, amor e crime intimamente imbricados, absolutamente imprescindvel corrigir o conto de Grimm. A me, madrasta, no pode ser to malvada, seria insuportvel. Mas Branca de Neve deve aprender que amor e dio no esto nunca muito afastados. Ela compreende. Julgava-se - como Robert - "ferida, expulsa, perseguida, odiada". Era apenas tonta e agora tudo acaba em bem. Branca de Neve escolheu ser feliz.

Por que preo? O dilema quase hamletiano: a afirmao da pequenez do sim, implica a renncia grandeza do no. Os derradeiros flocos de neve derretem-se ante o triunfo dos raios solares. O mundo social no hospeda o mundo mtico.

Le bonheur n'est pas gai.

noite, coberta pelo teu manto de lua: a neve, a neve ainda?

Marie-Louise Audiberti/Joo Csar Monteiro

REALIZADOR
Joo Csar Monteiro

INTRPRETES
Maria Do Carmo Rlo, Ana Brando, Reginaldo da Cruz, Lus Miguel Cintra, Diogo Dria, Joo Csar Monteiro.

VIDEO
Standard 1.37:1 [4:3]

AUDIO
Portugus Dolby Surround

LEGENDAS
Portugus
Francs
Ingls

OPES ESPECIAIS
. Entrevistas: Mrio Barroso, Paulo Branco, Manoel de Oliveira
. Sobre a Obra de JCM: Mrio Vieira de Carvalho, Joo Bnard da Costa, Lus Miguel Oliveira, Jean Narboni, Enrico Ghezzi, Joo Mrio Grilo, Vtor Silva Tavares
. Entrevista a JCM
. Trailer
. A Estreia
. Cartoon Augusto Cid
. Cartaz
. Filmografia
. DVD-ROM

DISCOS/LADOS
1 disco de 1 lado

ESTDIO
ICAM
Radioteleviso Portuguesa
Madragoa Filmes

DISTRIBUIO
Atalanta Filmes

INFORMAO ON-LINE SOBRE O FILME



  DVDpt - Toda a informação sobre DVDs


Mapa do Site / Contactos / Termos e Condições / Política de Privacidade



© 1997-2014 DVDpt - Todos os direitos reservados.